Carregando
  • HOME
  • BLOG
  • Entidades tentam sensibilizar o Governador: ”as altas exigências parecem ilegítimas e demasiadas com nossa Região”, diz documento

Onde ir

Diversas entidades de Gramado, Canela, Nova Petrópolis e Picada Café redigiram um documento dirigido ao Governador do Estado, Eduardo Leite, para justificar a necessidade das cidades que compõem a microrregião Hortênsias não permanecerem com bandeira vermelha. “No presente momento, as altas restrições de bandeira vermelha não se coadunam com a realidade local e, assim, parecem ilegítimas e demasiadas”, diz o texto.

O Governador Eduardo Leite terá na tarde desta segunda-feira, 15, uma videoconferência com prefeitos da Região para tratar do assunto.

Confira parte do texto enviado ao Governador pelas entidades:

“Veja, Senhor Governador, não questionamos o modelo em si, o qual, de fato, tem sido referência de seriedade e competência no Brasil. Questionamos, contudo, a inclusão da Região das Hortênsias numa macrorregião tão ampla e diversa, unicamente vinculada à Caxias do Sul, misturando muitos Municípios diferentes. As cidades da Região das Hortênsias – é inegável – têm situações econômicas bastantes diversas daquelas outras que compõem a Serra Gaúcha, assim como, e aqui o mais importante, têm apresentado baixíssimos índices de contaminação e de ocupação da rede hospitalar. Ou seja, não estamos, aqui, em situação de “bandeira vermelha”, muito pelo contrário!

No nosso caso, no presente momento, as altas restrições de “bandeira vermelha” não se coadunam com a realidade local e, assim, parecem ilegítimas e demasiadas.

Assim sendo, as entidades abaixo assinadas rogam pela Vossa consideração ao pleito de reenquadramento da Região das Hortênsias – o qual será veiculado de modo mais técnico e embasado pelas Prefeituras Municipais – visto que estamos longe de apresentar índices graves a ponto de justificar o enquadramento em “bandeira vermelha”, encerra o texto.